Uma mensagem à Seleção Brasileira

Screen shot 2014-07-02 at 10.22.41 PM

O olho estava colado na tela. O ouvido, por mais atento que queria estar, transmitia o silêncio em meio há tanto barulho. O coração não estava mais alí. Na sala, se via os corpos em pé, estáticos. Ao mesmo tempo que transmitiam tanta emoção, eles não estavam alí. Não conseguia entender o que o capitão murmurava em forma de prece, os corpos diante da tela, diziam amém. Concordavam com o pedido do capitão desolado.

É preciso muito humildade e coragem, ser o capitão e pedir ajuda. Só as pessoas mais fortes sabem recuar e reconhecer que precisam do outro. Aquela imagem de Thiago sentado à bola orando, eu saí de mim e voltei num tempo onde a felicidade era achar moedas perdidas pela casa, para comprar uma paçoca para dividir para pai, irmã e eu. Foi nesse tempo que a Fifa anunciou que Brasil seria país sede, e num palpite esperançoso meu pai disse: “Se a gente juntar R$2,00 por dia a partir do ano que vem, a gente consegue ir junto com a família, assistir a um jogo”.
Voltei para o jogo e gritei dentro da minha cabeça para o capitão da seleção brasileira ouvir. “Esse não é o seu sonho, é o nosso sonho!” Ver os caras que são considerados melhores do mundo no que fazem, se entregar à emoção. Parar. Orar. Foi a maior lição de superação que eu ví acontecer em segundos. A fé foi maior que o medo, e eles entenderam a precisão de um do outro. E eu só gostaria de dizer aos jogadores, nós precisamos de vocês!

Precisamos que vocês saibam que não estamos fora do campo apenas gritando e vendo a bola rolar. Nós somos cada passo que vocês dão em direção à bola, somos o companheiro ao lado esperando por um passe. Somos o chute a gol. As mãos do goleiro. Não estamos contra, nem a favor. Muito menos observando do lado de fora. O talento é seu, isso a gente não vai negar. O mérito disso tudo também. Mas nós estamos juntos. Somos UM! O seu sonho de chegar até aí e ir adiante, é nosso sonho também.

Quando o meu pai, fez o pacto dos 2 reais por dia para conseguir assistir a um jogo, ele estava tentando unir a família num momento desesperado, a fim de nos fazer dar as mãos. Nos tornar a mesma pessoa, em busca de um mesmo propósito. Espero alguém ter feito a pesquisa, mas segundos antes dos pênaltis; São Paulo, Brasil, o mundo, nunca esteve tão em silêncio. Não estávamos à expectativa de alguém errar ou acertar. Estávamos nos concentrando e preparando para chutar e defender junto.

História não se faz em cima de história. Robôs divulgam nas belas capas, de imagens bem fotografadas, um porquê e um quê de quem foi programado para deixar de sentir e escrever sem coração. Brasil é sentir à flor da pele. É gritar. Chorar. Colocar a emoção para fora, para poder se sentir mais forte. Ser mais forte. Ser! Fazer! Quem diz que chorar diante do mundo é fraqueza, não sabe o que é torcer e lutar com a alma de quem vive para amar o que faz.

Gigante pela própria natureza
O teu futuro espelha a tua grandeza
Oh Seleção amada!

Jéssica Tavares - assinatura

Sobre bandeiras e pessoas

poemaa bandeiras

Pátria amada, Brasil.
Que chora e que sente.
Entenda.
Nações são feitas por pessoas.
Bandeiras e Hinos representam histórias.
Estar em casa é cantar Ouviram do Ipiranga.
Ser A Ordem e O Progresso para ouvir os que aqui estão de passagem.
Gigante pela própria natureza.
Espelha o agora a Tua grandeza!

Jéssica Tavares - assinatura

Estou vivendo um triângulo amoroso

Ir à casa de estranhos e recusar comida. Mas se oferecem café…  ‘Péra’!

- Aceito! Café não se recusa!

E assim a conversa flui. A amizade surge. A timidez vai embora.

Sim! Eu faço amigos bebendo café.

Aí o amor pelo café fluiu

e uma bela caneca se tornou tão irresistível quanto.

Café. Arte e Caneca. Posso viver disso?

Aí nasceu assim, duas peças desse triângulo amoroso.

photography- Jessica Tavares -retalhodavida - copa do mundo - world cup-3091

photography- Jessica Tavares -retalhodavida - copa do mundo - world cup-3093

photography- Jessica Tavares -retalhodavida - copa do mundo - world cup-3095

photography- Jessica Tavares -retalhodavida - copa do mundo - world cup-3099

photography- Jessica Tavares -retalhodavida - copa do mundo - world cup-3090

Pontapé #TodoElMundo

photography- Jessica Tavares -retalhodavida - copa do mundo - world cup-7065

Faltavam mais ou menos dois meses para a Copa do Mundo e eu estava com a cabeça fritando de tantas ideias. Só conseguia ver bandeiras e mapas na minha frente. Fiz altas pesquisas nas madrugadas, consultei algumas pessoas e profissionais.

Desenhei Brasil e Austrália, pensando nas cores. Decidi fazer uma bandeira completa. Foi assim, uma atrás da outra. No final das contas, tinha cores no quarto inteiro, e minha saia, se tornou uma obra de arte.

32 bandeiras. 32 nações. 32 seleções. Confira o resultado desse estudo e abertura do projeto Todo El Mundo: todoelmundoart.tumblr.com

photography- Jessica Tavares -retalhodavida - copa do mundo - world cup-7067

IMG_7438 copy

Nicolas Inspiração

“Não quero sua foto no meu celular
Eu quero você aqui comigo”

- Here With Me, The Killers

jessica tavares - paper is not the limit

Há alguns meses nasceu Nicolas, meu primeiro sobrinho. Demorei 3 meses para conseguir viajar até a casa de minha irmã. Com o coração na mão, e saudade de uma pessoinha que nem tinha conhecido, esperei. Quando cheguei na casa de minha irmã e olhei para ele, parecia que meu coração nunca conheceu a tristeza e a saudade, todo e qualquer sentimento ruim sumiu de mim, e eu só conseguia olhar para aqueles lindos olhos azuis. O olhar de Nicolas transborda inocência e esperança. Olhe nos olhos de uma criança e veja você se transformar em questão de segundos. É incrível!

Antes do primeiro sobrinho nascer, pensei em criar algo especialmente para ele. Foi muito tempo de procura até encontrar o objeto certo. Queria algo para ele poder guardar até enjoar. Deixar de souvenir no quarto ou em algum lugar da casa. Um detalhe, só pra ele saber que desde sempre, antes mesmo dele nascer, eu pensei nele. Não posso estar junto sempre, nem o verei crescer. Mas thank God pela tecnologia! Minha irmã é uma mãe incrível que faz questão de compartilhar com os três tios babão, vários momentos do nosso pequeno anjinho.

jessica tavares - paper is not the limit

jessica tavares - paper is not the limit

jessica tavares - paper is not the limit

jessica tavares - paper is not the limit

jessica tavares - paper is not the limit

jessica tavares - paper is not the limit

jessica tavares - paper is not the limit

jessica tavares - paper is not the limit

jessica tavares - paper is not the limit

Feliz Dia da Copa do Mundo!

jessica tavares - brasil - world cup - copa do mundo - arte -

foto: Thais Rodrigues

Quando eu tive que escrever no vidro do meu trabalho, ‘Falta 1 dia’, meu coração parecia ter entrado em choque. Fazia uma mês que eu estava desenhando essa contagem regressiva no trabalho. Abria a loja e mudava o número. Neste dia, eu até cheguei mais cedo para abrir a loja com o número 1. Me emocionei um pouco por perceber que algo pelo qual eu planejei e esperei, finalmente chegou.

Quando faltavam 30 dias, eu ainda estava concluindo o que eu queria apresentar como projeto artístico. Na madrugada, cheguei em casa, reuni alguns materiais e comecei a criar. O cansaço estava me chamando e eu precisava trabalhar na manhã seguinte. Após criar algumas coisas, me apressei em juntar tudo para ir dormir. Quando me dei conta, tudo estava verde e amarelo. Câmera, pé, mão, papel, porta e por aí vai. Sem perceber deixei pintada a casa. Depois de algum momento de faxina, dormi.

Dia 12 de Junho acordei com a mensagem de minha irmã Thais. Todos os emojis verde e amarelo que ela encontrou, me enviou como um belo mural, e ainda completo: “Hoje eu só vejo essas cores”. Me emocionei. O que eu estava pensando havia 30 dias, veio em forma de bom dia da minha querida irmã.

No dia seguinte à minha bagunça de planejamento artístico e as cores da bandeira brasileira pela casa, acordei, fui trabalhar. Quando cheguei lá percebi que minha mão estava ainda verde e amarelo, algumas faíscas de tinta estavam entre as juntas da mãos. E desde então estou assim, verde, amarelo, azul e branco. Enxergando bandeiras em todo o lugar. Vivi um mês de criatividade e planejamento artístico e pronta para começar o mês mais importante e colocar tudo em prática.

Isso, você pode acompanhar aqui: www.todoelmundoart.tumblr.com

Correio elegante

Cheguei de viagem correndo na segunda-feira. Caos em São Paulo. Metrô parado. Eu estava super atrasada para ir para o trabalho. Entrei correndo pela sala e ví uma grande caixa por cima de meus desenhos. Antes de poder chegar até a caixa, desejei ser minha mas aí lembrei que não tinha feito nenhuma encomenda. Coloquei minha mala no quarto e fui me arrumar. Antes de sair me aproximei da caixa, com olhar curioso e desconfiado. Meu olho se abriu ao máximo e dei gargalhada. Saí para o trabalho e meu dia estava feito. Eu ri no caminho ao lembrar que não estava esperando pelo pacote que tanto desejei receber.

Em novembro do ano passado, Robert, um colega distante, lá de Santa Catarina, mandou um recado. A solicitação dele falava de minha ‘arte’. Quando lí achei engraçado. Apesar de já expor meus trabalhos para amigos e tentar entender o mundo das artes plásticas, eu não me sentia segura para chamar de arte o que eu fazia. Concordei, feliz em saber que uma pessoa que não mantinha contato constantemente, queria apoiar em algo que desejei muito fazer.

O tempo passou e o job foi concluído agora. Robert que me informou que o primeiro contato sobre o assunto foi em novembro. Confesso, existia uma ansiedade no meu coração que queria muito ver o trabalho finalizado. Eu arrumei todo o quarto para abrir o pacote com calma. Quando tirei a fita que envolvia a caixa, percebi o quão carinhosa foi a embalagem. É sério. Eu tenho o hábito de comprar as coisas pela web, e o máximo que fazem é colocar plástico bolha para o produto não sofrer impacto do transporte. O embrulho dizia com calmaria que o que estava dentro, foi guardado com carinho e era para ser retirado com carinho.

A Ótica e Relojoaria Magnify de Garuva, Santa Catarina, imprimiu minha arte na lateral da sacola da empresa. Minha gratidão é tamanha por Robert reconhecer o que faço, me incentivar e por toda a equipe da ótica por apoiar artistas, e ainda mais, iniciantes. Se toda empresa entender o quão importante é para ela e para a cultura de nosso país o apoio à artistas, nossa população aprenderia a dar valor à cultura local.

Como se não bastasse, a galera da ótica enviou em forma de embrulho, o presente mais legal que eu um dia sonhei ter. Uma caneta de Caligrafia com meu nome gravado.

Obrigada à toda equipe, e mais uma vez, Robert por mandar um pacote com dois sonhos realizados e pelo incentivo lá em novembro que me ajudou a continuar a trilhar os caminhos das artes. Melhor presente de aniversário adiantado!

 

jessica tavares - ótica magnify - garuva - sc -arte

jessica tavares - ótica magnify - garuva - sc -artejessica tavares - ótica magnify - garuva - sc -artejessica tavares - ótica magnify - garuva - sc -artejessica tavares - ótica magnify - garuva - sc -artejessica tavares - ótica magnify - garuva - sc -arte

Magnify Ótica e Relojoaria
telefone: (47) 3445 3902
email: magnifyotica@live.com