Você tem 40 minutos

Já era 8h12 da manhã quando me dei conta do que afligia meu coração desde a noite anterior. “PRECISO CONSEGUIR INGRESSO PARA O SHOW DO BACKSTREET BOYS!”, gritei dentro da minha cabeça. Entre respirar, pensar, preparar o café e ir comprar pão, eu fiquei estática no meio da cozinha. Peguei o celular, coloquei a blusa e ia saindo para comprar o pão. Celular em mãos, fui direta com meu pai. “Preciso comprar o ingresso!”, “Mas que ingresso, minha filha?”. Travei denovo. Eu falei como ele na semana passada, caramba! Tranquei a porta, entrei no elevador. Ajeitei o cabelo. “Fala sério, Jessica! A blusa está do lado avesso!!”. “Tô nem aí!”, pensei enquanto saía do elevador e dava risada da situação. “Tenho 20 minutos pra preparar o café até liberar a venda de ingressos”. Um passo atrás do outro e sei lá, muito mais rápido do que eu conseguia pensar, eu já estava em casa, com o pão comprado, esquentando a água do café e mandando mensagens adoidadas para a Bru se preparar que estava quase na hora. Eu cheguei a imaginar nesse instante, esse momento, e o celular caindo da minha mão, na água quente. – Respira 1,2,3… dá tempo ainda.

Fui até o quarto com o café preparado, me ajeitei na cadeira, peguei a caneca e fiz uma selfie para meu tio. Chegando sempre o site do Ticket 4Fun. – 123, estou calma! 123, estou CALMA! 123.. … tá nA HORAAAAAAA! Não disponível – Não disponível – Não disponível – Esgotado. E ainda, nem estava liberado para o público em geral. – MALDITO CARTÃO DINER!! A Bru estava prestes a entrar numa reunião, eu não parava de mandar mensagens, eu apavorada, apavorando-a. O tempo passando. Nada de ingresso. Eu não sabia se orava pra ela não entrar em reunião, ou se pra gente conseguir ingresso, ou se.. sei lá. Não dá pra pensar! Preciso ir trabalhar e NADA de ingresso!!!!

Entre coloca uniforme, escova dente, coloca o brinco, vasculha a bolsa, eu atualizava a página com o celular a mão, na esperança de conseguir algo. “Preciso trabalhar…” Desisti. Até pensei em continuar tentando quando chegasse lá, mas no fundo eu desisti. “Não vou conseguir ir ao show que espero desde os 5 anos”. Não era pra ser. Meu conformismo me matou.

No trabalho, eu só pensava em como conseguiria um ingresso. Fiz uma coisa aqui, outra alí. Tentei. Mas tentei com o coração largado, já sabendo que a resposta viria negativa. – Da outra vez foi assim. Atualizar, atualizar, atualizar. Página de pagamento: “CARAAAAAAAAAAMBA!!!!!!!” Travei denovo! É só colocar o número do cartão. Vai Jessica! Cérebrooooo, por favor mande o comando para os meus dedos! 123… com a voz mais calma do mundo e num tom de suspiro eu disse: – c o n s e g u i.

Nunca tinha dado a vida para comprar ingressos. Que desespero mais estranho! Não que desespero seja algo positivo, porque.. cleary, não é. Mas… quase pareceu que era. No fundo, eu estava eufórica com a sensação do sonho realizado. C A R A C A! Eu vou ao show da banda do som da minha infância!!! Tô boba até hoje. Espalhei a notícia de um em um. Abracei amigos. Gritei mil vezes dentro da minha cabeça. Mas… deixa junho chegar. 4 dias antes do meu aniversário, farei uma comemoração épica!

Era quase 11 horas quando eu e a Bruna conseguimos o ingresso. Sabe o que é você realizar um sonho, que sonha desde criança e querer correr para o mundo gritando e gritando?! Quem faz isso? Troquei mensagens eufóricas pra quem entende da importância desse show pra mim. Olhei o ingresso no email. Fechei. Guardei o celular. Ainda tremendo, voltei pra vida: – Bom dia! Pois não?!

Anúncios

3 comentários sobre “Você tem 40 minutos

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s