Quanto tempo você dedica para seu celular?

Ao acordar minhas mãos parecem ter a necessidade de te encontrar. Antes de mesmo de abrir os olhos, meus dedos percorrem o chão para tentar te achar. Às vezes demoro para abrir os olhos e tem dia que até volto a dormir, e quando enfim as pupilas veem a claridade do dia, você está perdido debaixo do meu corpo, pelo colchão.

Depois de checar as horas, o clima do dia. As mensagens da madrugada, as notificações, entrar em alguns sites, até atender alguém, é que o meus pés então encontram o chão. Depois de espreguiçar e colocar água para esquentar, os dentes limpos e você já está na mão, mandando bom dia nos grupos da família e amigos. Posto às vezes uma mensagem motivacional, porquê hoje eu acordei de bom humor, e quero que as pessoas se sintam bem como eu estou me sentindo.

Ao sentar à mesa do café tem até pessoas a volta, mas eles tem a mesa síndrome que eu. Os olhos e a ponta dos dedos não conseguem sair do dispositivo. É estranho porque é a falsa sensação de estar com o mundo inteiro às mãos, enquanto a vida acontece ao redor.

Eu poderia detalhar 24 horas do meu dia, e diria que não consigo ficar longe de você. Fui procurar no dicionário qual era o significado disso e ele me disse – Disposição natural para algo; propensão irresistível – ou seja, é   v í c i o.

Fiquei sem meu dispositivo durante 4 dias. Ele deu um problema e aparentemente eu não poderia viver sem. Mas aí eu descobri uma vida maravilhosa sem ele. Não precisei alimentar minha carência e saudade, dando bom dia sem querer dar bom dia nos grupos. O tempo que eu passaria editando foto e escolhendo uma legenda, eu consegui adiantar a leitura de um livro. As ligações que eu não tive como fazer, aproveitei para tirar os cartões postais da gaveta e coloquei minha coleção em ordem. Eu até achei tempo para cozinhar algo que estava com vontade de comer, e o fiz sem queimar pois não tinha mensagens para responder.

Ficar sem meu dispositivo me deu qualidade de vida. Dormi melhor, acordei melhor, não fiquei enrolando na cama, aproveitei meu dia, cumpri minhas obrigações. Não me atrasei para as tarefas e também não senti aquele cansaço dolorido ao final do dia.

No quarto dia precisei ir arrumar o meu companheiro por uma questão de trabalho. Eu não queria, minha vida estava menos tóxica, mas o dever me chamou. Foi então que eu percebi a necessidade de encontrar um ponto de equilíbrio entre as duas coisas: sem não posso ficar, com, não posso deixar tomar conta da minha vida.

Faz uma semana que você voltou pra minha vida, e seu espaço não é mais entre os meus dedos, e sim em um lugar bem arejado, para que sua bateria não estrague. Para que eu não force a minha coluna ao ficar com o pescoço abaixado. Para eu não desenvolver uma doença no meu punho. Para eu conversar com as pessoas à minha volta e lhes dar a devida atenção. Para eu não me atrasar para meus compromissos. Para eu cumprir todas as tarefas que eu me propor  a fazer no dia. Para você não ter notificação para tudo, mas silenciar o máximo possível,  pois meus olhos também precisam descansar de te olhar.

Só consegue lutar contra algo ou por algo, quem sabe os verdadeiros motivos. Eu tenho vício em celular, deixo ele tomar conta de mim, mas não quero mais isso para minha vida. Vou colocá-lo em seu devido lugar, e encontrar um equilíbrio para que ele não  engula as minhas horas. Essa é uma ferramenta de comunicação, e eu não preciso me comunicar 100% do meu tempo. Esse imediatismo da nossa era é o vilão de nossos dias.

Eu escolho viver em paz. Estar disponível quando der, não viver constantemente disponível.

Ser um pessoa 100% disponível, também é maneira de perder a saúde. Direcione melhor as suas energias.

Jessica Tavares
Instagram. Facebook. Twitter.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s