Crônica da mulher moderna

Essa coisa de que a mulher moderna está sempre linda, maravilhosa, sem um risco na roupa, sem uma mancha de café e o cabelo sempre lisinho, não tem o carro bagunçado e arruma a cama na hora que acorda, é balela.

São tantos os compromissos e responsabilidades que a mulher já acorda tomando banho e precisa colocar a roupa do dia todo, tem que colocar o sapato pra sair de casa pra poder correr sem machucar o pé, mas carrega em uma das bolsas duas opções de sapato, uma para usar no trabalho e a outra para encontrar o boy, os amigos depois de trabalhar. Toma o café tão rápido que às vezes alguma roupa cai na camisa branca, aí precisa usar um blazer num dia quente, pra não mostrar que é A desastrada. Coloca vários batons na bolsa para depois pensar qual é o humor do dia, e qual cor combina com os lábios. A garrafa de água sempre pesa na bolsa, mas é indispensável, pois ela se sente insaciável.

Não é que ela está atrasada, é que a mulher moderna tem mais atividades do que seu tempo permite, e ela gosta tando de pegar projetos, de trabalhar, de ser a psicóloga dos amigos, ser a profissional exemplar, gosta de uma bebida no final do dia, e ler emails, postar fotos, mandar zueira pelo whatsapp, fazer ligações só pra dizer oi, ajudar a resolver problema dos outros, ler três livros ao mesmo tempo, colocar metas e objetivos enquanto toma banho, que 24 horas nunca serão o bastante, mesmo que ela esteja pontual para tudo que precisa fazer. Ela gosta é de se ocupar, e é apaixonada por isso.

A mulher moderna tem tanto na cabeça que chega no trabalho com o cabelo desarrumado, sorriso no rosto, uma bolsa, uma mochila, a sacola da costureira, o livro do dia, falando no celular, papel e caneta entre os dedos, porquê o caminho entre o ônibus e a porta do trabalho, ela teve uma ideia pra colocar no papel. Ela respira fundo e senta na sua mesa para recomeçar toda a correria.

Ela anda bagunçada mas está sempre em dia. Ri de nervoso e chora de alegria. Seu cabelo desarrumado representa seu espírito livre. Está preocupada mesmo em terminar o serviço, concluir o projeto, ler mais um capítulo do livro, fazer os outros rirem, abraçar e tudo o que seu coração explosivo sente vontade de fazer.

O padrão de beleza está ultrapassado. Beleza é ser o que se é e sentir segurança nisso. O jeito de se vestir é atitude e não regra, o corpo é único, cada um é o que é. Se desagrada o olhar, simplesmente não olhe, se não faz o seu tipo, não se envolva. Padrão é quadrado, eu quero é ser todas as curvas, voltas, linhas, cores e devaneios que puder!

Jessica Tavares
Instagram. Facebook. Twitter.

Anúncios

4 comentários sobre “Crônica da mulher moderna

  1. Hey Jessica.
    Adorei a crônica, acho que tu pegou praticamente tudo como nós mulheres nos sentimos durante o dia-a-dia, e q o padrão somos nós mesmo que devemos escolher para facilitar o que é melhor para nós e ñ o que a sociedade acha. Pena que são poucos que valorizam o tanto que a mulher se dedica em suas tarefas. Mas vamos mudar isso! Somos POWER!
    Bjos.

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s